O Sistema Fecomércio-Sesc-Senac, com a Organização das Voluntárias de Goiás (OVG), lançaram a campanha “É hora de fazer a diferença”, com o objetivo de amparar os trabalhadores formais e informais que estarão sem renda neste período de quarentena.

Por consequência da crise econômica no Brasil, o número de trabalhadores informais já passa de 10 milhões em todo o País. A multiplicação de vendedores em semáforos é um dos indicadores de que a crise econômica tem empurrado os brasileiros para a informalidade. Esse dado passa a ficar ainda mais preocupante quando paramos para pensar que a covid-19 tem obrigado esses trabalhadores a ficar em casa.

São vendedores ambulantes, lavadores de carro, feirantes, camelôs, trabalhadores de coleta reciclável, vigias de carro, entre muitos outros, que precisam das ruas para manter o seu sustento. Pensando nisso, o Sistema Fecomércio-Sesc-Senac e a OVG realizam a arrecadação de alimentos e medicamentos que posteriormente serão distribuídos para os goianos que não terão renda durante este período.