AVISO: Tendo em vista que as iniciativas foram publicadas a partir do início da pandemia, em março de 2020, os interessados em participar de qualquer iniciativa devem procurar confirmar as informações nos canais de contato das iniciativas.

O Coronavírus está no Brasil e é consenso de que a melhor forma de conter o seu contágio é o DISTANCIAMENTO SOCIAL – ou seja: fique em casa. Entretanto é importante enxergarmos que ficar em casa é possível para quem tem acesso a alimento, a higiene básica e a uma moradia digna, porém essa não é a realidade do nosso país.

Muitas das crianças de comunidades carentes fazem suas refeições em creches e em projetos de contraturno, e com a suspensão destas atividades elas são obrigadas a ficar em casa. Os responsáveis por estas crianças são em sua grande maioria profissionais informais – catadores de lixo etc – e não podem se dar ao luxo de ficarem em casa, pois precisam literalmente vender o almoço para pagarem o jantar.. portanto isolamento social para eles torna-se inviável e estes acabam, pela falta de opção, tornando-se vetores do vírus para dentro de suas casas! Fora isso precisamos pensar também no quão precária é a estrutura de saneamento básico no dentro destas comunidades vulneráveis e como pedir para que estas mantenham higiene é algo muito delicado!!!

Quando abrimos nossos olhos, percebemos o quão mais complexo, caótico e triste é este problema! E precisamos agir para de alguma maneira possibilitar que estas pessoas fiquem dentro de casa com condições dignas de sobrevivência! Por isso precisamos literalmente colocar comida e produtos de higiene dentro da casa destas famílias!

Junto dos líderes comunitários levantaremos as principais necessidades do momento, a quantidade necessária de entrega, a logística de entrega para evitar aglomerações e a periodicidade!!!