A hora certa de fazer acontecer

A história da criação do COEP contada por André Spitz
.

Apresentacao andre

Em 1992, era intensa a mobilização da sociedade civil. Mais do que isso: a sociedade tinha voz. O Fórum de Ciência e Cultura da UFRJ, coordenado por Luiz Pinguelli Rosa, reunia dirigentes de entidades empresariais, acadêmicas e sindicais, das mais distintas posições. Buscavam pontos de consenso em questões de ciência, tecnologia e infra-estrutura, no sentido de encaminhar propostas e alternativas ao governo e ao Congresso Nacional.

Foi um período rico e criativo para a discussão de políticas públicas. No Instituto Brasileiro de Análises Sociais e Econômicas – Ibase, Betinho assumia a condução do debate sobre a alternativa pública como uma saída frente ao falso dilema: privado versus estatal.

Havia uma forte articulação entre o Fórum de Ciência e Cultura e o Ibase no que se referia à preocupação com o projeto político do governo. Nesse processo de reorganização das forças da sociedade civil e retomada da participação popular, tem início, no fim do governo Collor, o Movimento pela Ética na Política, com ampla representação nacional. Leia mais

Linha do tempo

Vídeos históricos

Betinho fala em Furnas sobre a campanha contra a fome

Reunião realizada em Furnas no dia 25 de junho de 1993, na qual Betinho falou sobre a campanha contra a fome.

Reunião de criação do COEP

Em 1993, os presidentes das empresas reuniram-se no Fórum de Ciência e Cultura da UFRJ e assinaram o Termo de Adesão ao COEP, na época chamado de Comitê das Empresas Públicas no Combate à Fome e a Miséria.

História do COEP

Vídeo institucional sobre a trajetória do COEP. Produção de 2002.

Das Ruas às Redes – Parte 1

Baseado na publicação “Das ruas às redes”, o vídeo mostra a trajetória de luta contra a fome e a miséria no Brasil. Uma produção do COEP TeVê.

Das Ruas às Redes – Parte 2

Baseado na publicação “Das ruas às redes”, o vídeo mostra a trajetória de luta contra a fome e a miséria no Brasil. Uma produção do COEP TeVê.

Algodão Colorido Agroecológico – Comunidades Semiárido

Produção e beneficiamento do algodão colorido agroecológico nas comunidades COEP do Semiárido Nordestino. Uma produção do COEP TeVê de 2008.

Mudanças climáticas, pobreza e desigualdade

Falar de mudanças climáticas é ir muito além das questões ambientais. É uma problemática que tem dimensões sociais, políticas, econômicas e culturais. É falar também de vulnerabilidade, de desigualdades sociais e justiça social. Uma produção do COEP TeVê de 2011.

COEP 20 Anos

Em 2013 o COEP completava vinte anos de atuação. O vídeo faz uma breve trajetória ao longo desses 20 anos de atividades do COEP.