Coronavírus: Estudo levanta possibilidade de imunidade duradoura por anos

Atualizado em 17/7/2020

Um estudo publicado ontem pela revista científica Nature indica que a imunidade ao novo coronavírus adquirida por seres humanos pode durar por longos períodos – possivelmente, até mesmo por mais de uma década.

Ligados a diversas instituições científicas de Singapura, os pesquisadores levaram em conta o histórico de 23 pessoas contaminadas com a Sars (síndrome respiratória aguda grave) em 2002 e 2003. As células T, responsáveis pela defesa do sistema imunológico, ainda foram capazes de reagir à presença do vírus mesmo após 17 ou 18 anos.

“As descobertas demonstram que as células T específicas para vírus e induzidas por infecção por betacoronavírus são duradouras, apoiando a noção de que pacientes com a covid-19 desenvolverão imunidade de longo prazo por células T”, diz o estudo.

“As nossas descobertas também levantam a intrigante possibilidade de que as células T de longo prazo geradas após a infecção de vírus relacionados podem ser capazes de proteger o paciente da patologia causada pela SARS-CoV-2 [o novo coronavírus]”, completa.

Fonte: Viva Bem/UOL