Sobre pessoas com deficiência e Covid-19

Atualizado em 7/6/2020

Muito pouco se encontra em literatura ou se fala sobre os cuidados com a pessoa com deficiência no cenário pandêmico atual, mas eles são potencialmente um grupo de risco.

Algumas pessoas com deficiência não possuem nenhum risco, porém outras que são acometidas por comorbidades e até funcionalidades que requerem cuidados e suas mobilidades são reduzidas, sim, são possivelmente um grupo que precisam de um olhar muito cuidadoso.

Outro aspecto recorrente é o que se destina às pessoas que precisam de alguém, de um cuidador ou responsáveis para tratar de suas questões, sua higiene. Essas pessoas além de se exporem, também devem proteger-se para não virem a contaminar a pessoa com deficiência que é cuidada.

Os cuidados são praticamente os mesmos que se referem a qualquer pessoa, somente redobra-se a atenção quanto aos EPI e quanto ao uso dos desinfectantes. Outra preocupação é como e onde são utilizados tais produtos para não causar nenhum problema maior nem ao PcD e nem ao cuidador em questão.

Há uma preocupação maior com as pessoas com deficiência que mostram em seus quadros algumas questões mais complexas de ordem respiratória e também quanto aos que precisam de respiradores, ou mesmo os que usam sondas quanto à higiene e manipulação dos equipamentos para seus usos. É preciso atentar para esse tipo de situação quanto a tudo que foi citado acima.

Os cadeirantes precisam ser auxiliados para assepsia da cadeira e dos apoios onde o PcD apoia as mãos. São potenciais meios de contágio, pois os suportes da cadeira podem ser atingidos por material com vírus e a probabilidade de contaminação aumenta. Outra observação importante é no caso de indivíduos possivelmente contaminados ao chegarem perto, é preciso alertar quanto à distância de pelo menos 2 metros. É importante evitar que toquem e espirrem/tussam perto do apoio do PcD. Esse tipo de questão é importante e a sua transgressão é gravíssima, pois o cadeirante pouco pode fazer para desviar do possível contaminante.

O uso de máscaras quando necessária a saída de domicílio, uso de luvas ao manipular qualquer pessoa ou instrumento, aparelho, a distância deles é imprescindível.

Para maiores detalhes, escute o podcast da professora e jornalista Lucília Machado (UFF) com a professora, médica e cadeirante – “Nada sobre nós, sem nós” – Dra Izabel Maior (UFRJ): https://anchor.fm/lucu00cdlia-machado/episodes/Bate-papo-com-Izabel-Maior-sobre-os-riscos-do-coronavirus-para-as-pessoas-com-deficincia-ecjded

Fonte: Instituto de Química/UFRJ